Something\’s burning [or a fancy name for Esturrico]

Outubro 21, 2006

Percebes

Filed under: Chef Convidado,Marisco — by miguelmadeira @ 4:53 pm

As minhas anfitriãs andavam a querer um receita de salada de frutas, coisa que eu nunca fiz em toda a minha vida. Até pensei em ir à cozinha, fazer a primeira salada de frutas da minha vida e depois postar a receita – no entanto, como só havia pêras na minha fruteira, seria uma salada muito pouco convencional.

Assim, em vez de uma receita de sobremesa, vou dar uma receita de uma entrada (embora também possa ser usado como prato principal*) – percebes (eu já cozinhei percebes uma vez!).

Em primeiro lugar, tenho esperanças que haja mais gente a não saber fazer percebes do que costeletas de porco, por várias razões:

a) Eu conheço pessoas que nem sabem o que são percebes (é isto, para quem não saiba) – uma vez, uma amiga lisboeta veio a Portimão e, na espécie de café aonde a gente foi, estavam uns senhores a comer percebes e ela ficou toda intrigada (“Miguel, o que é que aqueles homens estão a comer?”)

b) Da tal vez em que comprei percebes e estava na fila para pagar, veio uma senhora perguntar-me como é que isso se fazia (!)

c) Parece que é um bicho raro: um colega meu que é pescador amador diz que só há percebes no Algarve, no Norte de Espanha e na África do Sul (eu já vi à venda percebes de Peniche); segundo esta página, só há mesmo percebes em Espanha (ou seja, a anexação já deve ter sido consumada); e o facto de, pelos vistos, não existir uma palavra inglesa para “percebes” (são “barnacles”, como uma qualquer craca) é revelador

Agora, antes da receita de como cozinhar, vou dar também a “receita” de como comprar: em primeiro lugar, é melhor ir a uma marisqueira do que a um supermercado, ou comprá-los mesmo a quem os apanha (quanto menos capitalistas intermediários entre o apanhador e o consumidor houver, mais frescos eles estão); e é melhor comprá-los na altura das marés vivas, ou seja, quando estiver lua cheia ou lua nova, e de preferência em Setembro (que é quando há as marés mais altas/baixas) – no entanto, o periodo de defeso dos percebes também começa algures em Setembro, pelo que a epóca para comprar os melhores percebes acaba depressa.

Agora, a receita propriamente dita:

1º Pôr um tacho com água a ferver (de preferência no bico maior do fogão, para ferver mais depressa)

2º Pôr algum sal na água

3º Quando a água estiver efectivamente a ferver, pôr lá os percebes, e esperar para aí uns 5-10 minutos (no fundo, é esperar que a água volte a ferver)

E já está.

* Eu também já comi percebes como ceia, mas penso que não é o seu uso-padrão

Anúncios

24 comentários »

  1. Miguel, tens ali em baixo uma receita com pêras. Porque não experimentas?! 😉

    Comentar por aL — Outubro 21, 2006 @ 6:13 pm |Responder

  2. Acho que só nós é que estamos a ver esta entrada – vocês ainda devem ter que fazer qualquer coisa

    Comentar por miguelmadeira — Outubro 21, 2006 @ 7:53 pm |Responder

  3. miguel, acho que deves ter clicado em algum sítio e tornaste o post “privado”!!!
    miguel, tu privatizaste o post. Ahahah!!!
    😉

    Comentar por aL — Outubro 21, 2006 @ 8:04 pm |Responder

  4. :mrgreen: :mrgreen:

    No estado da entrada, (coluna lado direito quando escreves um post) podes escolher entre ter um post público, um rascunho ou um post privado – só acessível a quem escreve n’o esturrico. Seleccionar sempre público, quando for publicado. 😀

    Comentar por Elise — Outubro 21, 2006 @ 8:09 pm |Responder

  5. “No estado da entrada, (coluna lado direito quando escreves um post) podes escolher entre ter um post público, um rascunho ou um post privado”

    Não posso, não – eu só posso escolher entre “privado” e “rascunho” (ou seja, parece-me que tenho que recorrer aos tais intermediários para os meus posts chegarem ao consumidor final)

    Comentar por miguelmadeira — Outubro 21, 2006 @ 10:32 pm |Responder

  6. Vou ver as autorizações…

    Comentar por Elise — Outubro 22, 2006 @ 12:04 am |Responder

  7. Acho que já podes publicar sem intermediários. Depois diz qualquer coisa. Bj

    Comentar por Elise — Outubro 22, 2006 @ 12:07 am |Responder

  8. Os percebes existem também no Cabo Espichel em Sesimbra e na zona da Zambujeira do Mar.

    Comentar por Rafael — Outubro 22, 2006 @ 12:53 pm |Responder

  9. A melhor coisa que já vi alguma vez escrita sobre percebes (porque realmente é uma coisa que muita gente não conhece) foi uma fotografia de um cartaz numa tasca, creio que era no algarve, onde se anunciava:

    “WE SELL UNDERSTANDINGS”

    Mítico.

    Comentar por dos ∫antos — Outubro 23, 2006 @ 4:07 am |Responder

  10. Entretanto, pus uma fotografia dos bicharocos.

    Comentar por miguelmadeira — Outubro 24, 2006 @ 5:47 pm |Responder

  11. que bicho nojento, bah! verme….

    Comentar por aL — Outubro 24, 2006 @ 11:45 pm |Responder

  12. Não é um verme, é um crustáceo!

    Comentar por miguelmadeira — Outubro 25, 2006 @ 1:09 am |Responder

  13. Feio comócaraças! :p

    Comentar por Elise — Outubro 25, 2006 @ 12:59 pm |Responder

  14. Miguel, é só mesmo deixar levantar fervura. Duas sugestões: usar água do mar, e acrescentar uma folha de louro.

    Deixa-me dizer só mais uma coisa: servi-los quentes.
    Pelo menos em Lisboa existe o hábito de servi-los frios (e cozidos há muitas horas). Há quem goste. Mas quem já os provou quentes e acabados de cozer sabe do que estou a falar!

    Comentar por CMF — Outubro 25, 2006 @ 3:08 pm |Responder

  15. Eu não recomendo o louro, mas é uma questão de gosto.

    Comentar por miguelmadeira — Outubro 25, 2006 @ 4:20 pm |Responder

  16. Sei que nem toda a gente aprecia o louro nos percebes. No Algarve há casas que põem, outras não. Na Galiza também já os comi com louro.
    Também é necessário algum cuidado com a quantidade! Uma folha é suficiente para dois ou três quilos do bicho.

    Comentar por CMF — Outubro 25, 2006 @ 4:38 pm |Responder

  17. […] Depois do nosso primeiro chef convidado nos ter apresentado 2, sim 2!! receitas de invertebrados rastejantes, senti necessidade de repor a ordem aqui n’O Esturrico. […]

    Pingback por Moelas « Something’s burning [or a fancy name for Esturrico] — Novembro 5, 2006 @ 12:55 am |Responder

  18. Viva, se me permitem puxar a brasa à minha sardinha diria que efectivamente os percebes de Peniche são incomparáveis em qualidade e dimensão. Podem ser encontrados na zona do Baleal mas também nas Berlengas (aqui com restrições). A receita está quase perfeita, embora quando se trata de marisco o segredo seja basicamente sempre o mesmo, i. e., quando achamos que já tem sal suficiente, deve colocar-se um pouco mais. Abraço de Peniche.

    Comentar por BRC — Dezembro 28, 2006 @ 9:21 am |Responder

  19. Olá. Sou do Brasil e em agosto irei visitar Lisboa. Gostaria de saber quais são os lugares em que encontrarei Percebes para experimentar.
    Obrigda, Fernanda.

    Comentar por Fernanda — Julho 17, 2007 @ 5:51 pm |Responder

  20. em Lisboa, o melhor deve ser numa das marisqueiras da Av. Almirante Reis

    Comentar por Miguel Madeira — Julho 17, 2007 @ 6:58 pm |Responder

  21. sim senhor
    sao uma delicia….
    sòo falta adicionar uma cerveja….
    mas pò bucho…
    rssss

    Comentar por jamanakim — Setembro 1, 2007 @ 8:48 pm |Responder

  22. Perto de Viana do Castelo podem encontrar-se nas rochas daquelas praias… não em todas, mas nas viradas mais à luz solar. Já os lá apanhei e assim são bem mais baratos! 😀

    Comentar por Manuel — Junho 22, 2009 @ 5:16 pm |Responder

  23. sou apanhador profissional de percebes e aproveito este espaço… se quizerem comprar bons percebes (apanhados em apneia) digam alguma coisa,obrigado

    Comentar por percebe — Novembro 17, 2009 @ 4:38 pm |Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: