Something\’s burning [or a fancy name for Esturrico]

Novembro 5, 2006

Moelas

Filed under: Pratos de Aves,Snack/Petisco — by aL @ 12:55 am

saturno goyaDepois do nosso primeiro chef convidado nos ter apresentado 2, sim 2!! receitas de invertebrados rastejantes, senti necessidade de repor a ordem aqui n’O Esturrico.

Afinal as administradoras da cozinha são 2 mulheres do Norte, e no Norte não se comem lesmas, pode-se comer órgãos, mas lesmas nunca!

Assim sendo, cá vai uma possível receita de moelas [petisco também encontrável nos tascos a Norte]

Ingredientes:

1kg de moelas bem limpas
1 cebola grande
2 dentes de alho
1 folha de louro
2 tomates bem maduros
1/2 copo de vinho branco [10ml]
Azeite
Sal
Piri-piri

Preparação:

Pica-se a cebola e o alho e aloura-se com um pouco de azeite [o suficiente para cobrir o fundo do tacho] e a folha de louro. O lume deve estar brando, para não esturricar tudo. Quando a cebola começar a ficar transparente junta-se o tomate aos cubos, e mexe-se bem. Cinco minutos depois adiciona-se o vinho [pode ser também cerveja, depende do gosto].

O molho vai lentamente engrossando [o fogão deve estar sempre em lume brando]. Nesta altura junta-se ao refogado as moelas e tempera-se com sal e piri-piri [eu uso pequenas malaguetas picadas]. Depois é deixar cozinhar as moelas cerca de 25 min. e ir rectificando os temperos. Antes de servir retirar a folha de louro.

Sugestão:

As moelas podem-se comer como snack/petisco, a acompanhar uma cerveja e pão, ou com arroz, ou batata frita e salada como prato de aves. é um petisco óptimo!

Bom apetite!

Na imagem: Saturno [1823], de Goya

Anúncios

12 comentários »

  1. A tua receita não era mais… alcoólica? :mrgreen:

    Comentar por Elise — Novembro 5, 2006 @ 1:05 am |Responder

  2. Uma correcção – o percebe não é rastejante!

    Comentar por miguelmadeira — Novembro 5, 2006 @ 1:11 am |Responder

  3. «o percebe não é rastejante!»

    miguel, é uma lesma, é tudo a mesma coisa!
    nada como moelinhas! 😉

    Comentar por aL — Novembro 5, 2006 @ 1:21 am |Responder

  4. Se fôr comer moelas de ganso de faces brancas, tome em atenção que há uns séculos julgava-se que os percebes eram esses gansos em pequeninos, que só saiam de baixo de água quando estavam completamente formados (afinal sempre há um nome inglês para “percebe” – “gooseneck barnacle”, “craca pescoço-de-ganso”).

    Ou seja, pelos vistos o percebe tem mais a ver com um ganso do que com uma lesma ou um verme.

    Comentar por miguelmadeira — Novembro 6, 2006 @ 12:08 am |Responder

  5. O percebe nem é rastejante, nem lesma… É um artrópode. Um crustáceo séssil, para ser mais específico. 😉

    Comentar por Gonçalinho — Novembro 6, 2006 @ 1:06 am |Responder

  6. Entre moelas de pato e de galinha, a diferença é abismal, com vantagem para as primeiras. Não é tão fácil de encontrar, mas uma encomenda no talho costuma resolver o problema (por vezes encontram-se também nalguns supermercados). Nota: 25 m não é suficente para moelas de pato; 1h, ou mais!

    Comentar por CMF — Novembro 6, 2006 @ 3:53 am |Responder

  7. «O percebe nem é rastejante, nem lesma… É um artrópode»

    Golçalinho, tem um aspecto mole e viscoso, como uma lesma… não quero sequer saber a categoria ciêntifica do bicho, tem aspecto nojento e pronto! 😉

    miguel, podem os percebes serem mais próximos dos gansos, mas os olhos também comem, e portanto só comerei percebes no dia em que se parecerem com gansos 😉

    humm… moelas de pato?? francamente nunca vi! são maiores que as de galinha, não são? e a textura é idêntica? e pode-se usar a mesma fórmula de cozinhar, ou os temperos devem ser diferentes??

    Comentar por aL — Novembro 6, 2006 @ 2:00 pm |Responder

  8. Sim, são maiores do que as de galinha. Esqueci-me de dizer que convém oortá-las em quatro pedaços, caso contrário o tempo de cozedura é enorme.
    Pode-se cozinhar da mesma forma como foi descrita. Eu costumo usar uma receita com um toque húngaro. Podem ver aqui: http://no-mundo.blogspot.com/2005/11/moelas-de-pato-com-paprica-esta_07.html

    Comentar por CMF — Novembro 6, 2006 @ 3:16 pm |Responder

  9. “só comerei percebes no dia em que se parecerem com gansos”

    Se ler um dos links que eu pus, verá que um tal Sir Robert Moray dizia que um percebe era quase igual a um ganso (“In every shell that I opened … there appeared nothing wanting, as to the external parts, for making up a perfect sea-fowl; the little bill like that of a goose, the eyes marked, the head, neck, breast, wings, tail, and feet formed, the feathers everywhere perfectly shaped and blackish coloured, and the feet like those of other water-[163]fowl, to my best remembrance”)

    Comentar por miguelmadeira — Novembro 7, 2006 @ 1:26 am |Responder

  10. nãnãnãnã, miguel, não me convences com literatura.
    digo que só ponderarei comer percebes no dia em que se parecerem com gansos. Ou seja, no dia em que tiverem bico, penas e asas~e grasnarem! :p

    Comentar por aL — Novembro 7, 2006 @ 1:01 pm |Responder

  11. Gonçalinho, have you eaten many understands over there in the U.K.?
    🙂

    Comentar por Aves Raras — Novembro 8, 2006 @ 1:25 am |Responder

  12. adorei a receita…fiz com cerveja 2M k e a cerveja nacional de mocambique…a minha mae e meu noivo namorado amaram…bzus =)
    f
    u
    i

    Comentar por cremildy — Maio 18, 2008 @ 5:57 pm |Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: