Something\’s burning [or a fancy name for Esturrico]

Janeiro 12, 2007

Tortilha de batata

Filed under: Chef Convidado,Food/Cook for one,Snack/Petisco,Vegetariano — by dos ∫antos @ 7:27 am

Sendo um prato simples e prático de cozinhar que pode facilmente ser guardado para (aquecer e) comer mais tarde, a tortilha adquiriu em Espanha uma identidade de prato nacional. O seu nome comum é tortilla de patatas, mas é também conhecida por tortilla española de forma a diferenciá-la da tortilla francesa (que entre nós é conhecida como omeleta). Como fazer esta tortilha da batata? A receita que aqui vou dar – e da qual me desvio muito pouco quando cozinho – é considerada a mais vulgar. As quantidades provavelmente servem para uma refeição de 2 pessoas. No fim colocarei algumas notas, incluindo a variante mais comum.

Ingredientes:

6 ovos
0.5 kg de batatas
0.25 l de azeite
sal de mesa

As batatas são inicialmente descascadas e cortadas em forma de lâminas finas que são depois fritas normalmente em azeite com um pouco de sal. A parte do azeite é crucial – fritá-las em óleo alimentar é basicamente matar a tortilha e para além disso, é crime previsto no código penal. Quem quiser pode e deve fritar mais batatas do que as indicadas porque é uma boa ideia ficar com algumas aparte para ir comendo enquanto a tortilha ainda está em vias de ser fabricada. [Aviso de antemão porque ao menos comigo as batatas fritas têm tendência para ir desaparecendo durante o processo seguinte]. Enquanto as batatas vão fritando, partem-se e batem-se os ovos até que as claras e as gemas estejam bem misturadas, exactamente como se faria se o objectivo final fosse fazer uma omeleta, colocando-lhes também um pouco de sal. Uma vez batidos os ovos e fritas as batatas (das quais deve ser escorrido o azeite), adicionam-se estas últimas aos primeiros. A mistura resultante deve ser colocada numa outra frigideira com azeite que esteja já suficientemente quente para dar início ao novo processo de fritura.

Depois de vertida para a frigideira, a mistura vai rapidamente começar a solidificar-se. A melhor forma de auxiliar a sua homogeneização é através do uso de um garfo – que também é útil para impedir que a tortilha se comece a pegar à frigideira – pressionando um pouco para que fique mais ou menos à mesma altura em todas as zonas e as batatas fiquem cobertas pelo ovo. Assim que esta adquira uma forma sólida e consistente, está na hora de lhe dar a volta. Isto pode ser feito com a ajuda de espátulas ou de um prato colocado por cima da frigideira. Acima de tudo, muito cuidado para não a desfazer. Não aconselho de todo a que se tente virá-la (como se faria como uma panqueca) apenas através de impulso manual, fazendo-a girar por si mesma no ar. [Confiem em mim, as batatas não costumam achar muita piada]. Assim que fique com uma cor dourada de ambos os lados, está na altura de saltar definitivamente cá para fora e ser servida.

Notas:

1. O tempero final dependerá obviamente do gosto pessoal. Eu costumo adicionar pimenta negra moída para além de um pouco mais de sal.

2. A variante mais comum é a adição de cebola em conjunto com as batatas fritas. Com as quantidades que coloquei em cima, 1 cebola cortada em rodelas pequenas deve ser suficiente. Quem quiser utilizar, deve seguir exactamente o mesmo procedimento só que em vez de fritar apenas as batatas no primeiro azeite, deve fritar também a cebola.

3. Não existe fórmula mágica para a proporção batatas/ovos e a razão que usei serve apenas como guia. A primeira tortilha provavelmente não sairá grande coisa porque é quase sempre necessário ajustar as quantidades às preferências pessoais e à forma como se quer que a tortilha final saia. Uma quantidade de ovos maior para obter um resultado final mais suave ou uma quantidade maior de batatas para conseguir uma textura mais substancial.

Anúncios

9 comentários »

  1. Muito bom! E bem vindo!Tenho uma grande dificuldade em fazer tortilhas….Obrigado!

    Comentar por mjfirme — Janeiro 12, 2007 @ 10:04 am |Responder

  2. humm!! as 1ªs tortilhas que comi home made foram feitas por um amigo meu americano [com família texana]. Ele usava de facto cebola, mas cebola caramelizada, que fiquei imediatamente fã! aliás de vez em quando invento um pouco e uso a cebola caramelizada 🙂

    Comentar por aLaíde Costa — Janeiro 12, 2007 @ 10:11 am |Responder

  3. Bravo! 🙂

    Comentar por Elise — Janeiro 13, 2007 @ 1:08 pm |Responder

  4. aL, eu gosto do sabor da cebola, não gosto é de a comer. Por isso fico sempre com um dilema. Ganho o sabor que a tortilha adquire mas para isso depois tenho de estar a tirar os bocados de cebola.

    Outra forma talvez seja usar cebola em pó ou extremamente picada. Não sei se resultaria.

    Comentar por dos ∫antos — Janeiro 15, 2007 @ 12:33 am |Responder

  5. gostei da explicacao, um amigo meu colombiano fez a tortilha de batata com cebola e diz que nao saiu como o desejava mas eu adorei e vou experimenta-la. ele faz melhor a de arroz.

    Comentar por celo — Fevereiro 23, 2007 @ 11:39 am |Responder

  6. Ainda vou esprimentar, mas espero que calhe bem =)

    Comentar por Maria — Abril 18, 2008 @ 7:02 pm |Responder

  7. Hum…optima

    Comentar por Rute — Agosto 7, 2009 @ 12:32 pm |Responder

  8. eu confirmo e mesmo bom……Deliciosa********

    Comentar por fifi — Janeiro 5, 2010 @ 7:11 pm |Responder

  9. Vou então adiccionar a cebola e talez salsa e malagueta , a ver vamos …muito grato !

    Comentar por Gonçalo Sobral Cid — Abril 26, 2012 @ 5:24 pm |Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: