Something\’s burning [or a fancy name for Esturrico]

Janeiro 24, 2007

Poncha

Filed under: Alcoolismo Social,Bebidas Alcoólicas,Cocktail's — by aL @ 1:03 am

Bom, este fim-de-semana durante uma kitchen dinner party, decidi aventurar-me e fazer uma poncha. Estive recentemente na Madeira e devo dizer que adorei a poncha, especialmente a urban poncha, uma variação da tradicional poncha que se bebe nos bares em Câmara de Lobos [que são 2 ou 3 ruas que se cruzam entre si, com bares em porta sim, porta não]. Inspirei-me numa poncha que bebi na Serra d’Água, que tinha sumo de laranja para além do habitual sumo de limão, o que a tornava muito mais agradável, mas também mais perigosa para quem conduz.

Assim sendo as dosagens foram mais ou menos estas:

4dl de aguardente de cana [da Calheta]
sumo de 3 limões
sumo de 6 laranjas
mel (a gosto)
2dl de água tónica

Preparação:
Num jarro misturam-se o sumo de laranja, de limão e o mel. Mexe-se bem com o mexilhote [é um pau para mexer a poncha, que no fundo tem como que 2 hélices e roda-se como se fosse para fazer fogo, não sei se a imagem é esclarecedora, mas não encontrei uma ilustração do objecto…]. Adiciona-se a aguardente e a pouco e pouco a água tónica. Convém ir-se provando e dosear a bebida a gosto (ora com mais aguardente para ficar mais forte, ora com mais laranja…]

Esta não é uma bebida fácil, da 1ª vez que bebi fiquei no dia seguinte completamente arruinada. No entanto, nas vezes seguintes já não pensava noutra coisa. A poncha não é para quem quer…

Este é (com certeza) um bom remédio contra as gripes e constipações à quantidade de vitamina C e álcool, não há vírus que aguente!

Poncha dedicada e servida ao nosso amigo António Amaral!

Imagem 1: a Poncha! [o meu novo prazer alcoólico]

Imagem 2: Absinthe [1876], Edgar Degas [o meu prazer alcoólico]

Anúncios

14 comentários »

  1. Cuidado com ela! Queixamos-nos que sabe a xarope ao 1º copo, a seguir já nem damos por ela, parece suminho!!

    Comentar por mjfirme — Janeiro 24, 2007 @ 8:48 pm |Responder

  2. e que rico suminho que é 😛 !!! é uma maravilha!

    Comentar por aLaíde Costa — Janeiro 24, 2007 @ 9:24 pm |Responder

  3. […] frio, que tal uma poncha para aquecer? Aqui não há 😉 mas vejam aqui  como se faz, via blog Esturrico, mas atenção que a Poncha aquece […]

    Pingback por Tá frio, que tal uma poncha para aquecer? « Navego,logo existo — Janeiro 24, 2007 @ 11:35 pm |Responder

  4. Mas não!… água tónica não! Nunca em tempo algum!
    Ok, sou dada a exageros, mas a sério, a menos que seja realmente uma versão urbana, muito urbana mesmo, a poncha não leva água tónica. Aliás, levaria apenas limão só que a laranja torna-a mais macia, menos agressiva.
    Como deve ter visto enquanto aqui esteve a poncha agora faz-se de tudo e mais alguma coisa (água tónica não ;)) pelo que aconselho sumo de maracujá, whisky e, delícia das delícias, absinto. Para este último é mesmo fundamental usar laranja pois parece que o limão quase o elimina, pelo que me disseram há dias.
    Realmente, que raio faço eu aqui agarrada a Actifed, Drill e Maxilase quando devia era matar este vírus com 3 ponchas bem aviadas… obrigada pela lembrança.

    Comentar por uxka — Janeiro 24, 2007 @ 11:57 pm |Responder

  5. uxka, poncha de absinto foi a minha perdição!!! ainda pensei fazer poncha de absinto, mas achei que era um exagero. ainda sobrou um fundo de garrafa, acho que vou experimentar um destes dias 🙂

    a água tónica foi uma dica de um amigo madeirense, e confesso que não ficou má, muito pelo contrário! “1º estranha-se, depois entranha-se”

    Comentar por aLaíde Costa — Janeiro 25, 2007 @ 12:16 am |Responder

  6. Não quero entrar em talibanices, tipo discutir que prato de bacalhau é mais português…

    …mas poncha como deve ser é aguardente, mel e limão, e o resto é para meninas.

    Poncha sem ser de aguardente de cana não é poncha. Os únicos substitutos legítimo é cachaça ou rum. Absinto, Whisky, Cerveja… para meninas.

    Se não for limão, ou em acrescento, um pouco de laranja, ou um toque de concentrado de maracujá.

    Para não ficar tão forte (ocasiões sociais) o melhor – claro – é mais sumo, mas como o sumo tem de ser natural, acaba por oxidar (ainda por cima tem de ser bem misturado) e a poncha fica choca. E nunca água, que destrói a química toda. Água tónica é bom porque o gás mantém a coisa viva e o açúcar previne o sabor “a papel”.

    Regressando acima, don’t try this at home. A poncha tem de saber à cana. Como tem mel, dá para perceber o teor alcoólico com que fica…

    Comentar por AntónioCostaAmaral (AA) — Fevereiro 2, 2007 @ 7:56 pm |Responder

  7. fjgdfhgfuyderyfte6dfefr6y

    Comentar por fffffffffffff — Junho 26, 2007 @ 11:51 pm |Responder

  8. poncha e a melhor bebida da noite acredidem
    mas cuidado k a ressaca lool

    Comentar por madeirense — Maio 4, 2008 @ 6:51 pm |Responder

  9. A Poncha é a melhor bebida da noite.
    Experimentem no bar Nº2 em Lisboa, o próprio bar até cheira a Poncha.Eu próprio sou do Porto e sempre que passo por Lisboa não perco a grande oportunidade de consumir uma Poncha à Madeirense.
    Sem dúvida é a melhor bebida para satisfazer o prazer de beber, mas cuidado com os excessos.

    Comentar por Helder Montenegro — Maio 16, 2008 @ 3:01 pm |Responder

  10. Dia 23 Junho Vem Festejar o S.João comnosco

    É Prá Poncha – Nº2
    Largo de Miragaia junto à Alfandega do Porto

    Comentar por É Prá Poncha — Junho 22, 2008 @ 4:36 pm |Responder

  11. Olá boa tarde…têm de provar a minha poncha… é conhecida e boa….

    Para um garro de um litro:

    1 laranja e meia (se a laranja tiver casco grosso melhor descascar)

    1 limão e meio (ambos cortadinhos)

    depois de a fruta tar cortada esmagasse a fruta com o pao tradicional da madeira (carralhinho)
    depois deita mais ao menos, meia de mel de abelha, novamente bem,bem mexido….

    depois vem o melhor 🙂 …meia aguardente de cana (nem sequer chega) (a gosto)

    mexe bem outra vez , coa com 1 coador espreme a fruta…depois com um funil deita dentro de uma garrafa deixa espaço pra depois abanar bem antes de servir…

    Façam lá depois digam-me algo….bjs…

    Comentar por Ana pxo — Julho 15, 2010 @ 3:13 pm |Responder

  12. “Adiciona-se a aguardente e a pouco e pouco a água tónica”

    Água tónica??????? De certeza que não foi da Madeira que saíu essa receita. Só se foi poncha encomendada para meninas ou velhinhos cardiacos com mais de 90 anos…

    🙂

    A poncha regional só leva limão (casca e sumo), aguardente de cana e mel de abelha. Na costa norte e a caminho de lá (que se inclui também a Serra D’água e Encumeada) é que se utiliza uma variante em que é acrescentada a laranja.

    Comentar por Cristina — Abril 3, 2011 @ 5:06 pm |Responder

  13. eu gosto muito da puncha da madeira j m france

    Comentar por joaquim Magalhaes — Janeiro 27, 2013 @ 9:49 am |Responder

  14. eu gosto muito da puncha da madeira

    Comentar por joaquim Magalhaes — Janeiro 27, 2013 @ 9:51 am |Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: