Something\’s burning [or a fancy name for Esturrico]

Abril 25, 2008

Moqueca de Bacalhau

Filed under: Étnico,Pratos de Peixe — by Elizabete Dias @ 1:05 am

Ingredientes:
– 4 postas de bacalhau grandes
– 2 limões com muito sumo
– 3 cebolas médias
– 4 tomates
– 3 pimentos médios
– 5 colheres de sopa de óleo de denden
– 2 dl de leite de coco
– sal
– 3 colheres de sopa de azeite extra virgem
– 150 gramas de azeitonas pretas

(more…)

Anúncios

Abril 18, 2008

Receitas Angolanas

Filed under: Étnico,Doces,E-Receita,Entradas,Marisco,Pratos de Carne,Pratos de Peixe — by Elizabete Dias @ 12:28 am

Desde sapateira recheada ao pirão (que adoro), desde bolo de banana a batata doce frita, este documento ppt enviado por um leitor, tem várias receitas típicas de Angola. Podem fazer o download do ppt aqui.

http://www.mediafire.com/?ad1hswgngss
Bom apetite e um obrigada ao Mário Ribeiro.

Novembro 24, 2007

Ian’s Extravaganza

Filed under: Étnico,Entradas,Regional — by aL @ 8:24 pm

Tenho por hábito organizar, com a regularidade possível, umas noites americanas. São jantares/ceias de ementa americana [mesmo que as opções não sejam tipicamente americanas, são só usados ingredientes do Novo Mundo como milho, tomate, batata, batata doce, chocolate…], e sempre regadas por ZERO! Estas reuniões servem principalmente para os meus amigos americanos matarem saudades dos EUA, enquanto vemos a CNN e Anderson Cooper, durante os debates entre os candidatos Democratas e Republicanos às eleições Norte-Americanas.

Numa das 1ªs noites o Ian levou uma espécie de paté de caju, numa receita de vaga inspiração texana numa homenagem ao seu grandpa, que se tornou num sucesso imediato. E não há noite americana em que não esteja na mesa esta extravaganza. A receita já foi testada fora do circuito americano e garanto que é um sucesso.

Ingredientes:

3 pimentos vermelhos grandes
100gr de cajus fritos [+- 1/2 pacote]
1 malagueta
1 caneco de leite de soja
1 colher de sopa de paprika
1 pitada de sal

Preparação:

Depois de limpos e bem lavados, cortam-se longitudinalmente os pimentos em 4-5 tiras. Coloca-se no grelhador até ficarem com a pele bem esturricada [sim, vai ficar preta!]. Quando os pimentos estiverem devidamente cozinhados, retira-se a pele, com a ponta de uma faca esta sairá com muita facilidade. Coloca-se as tiras dentro do copo da varinha mágica, ou num recipiente alto e estreito. Adiciona-se os restantes ingredientes [cuidado com a malagueta, sugiro que se coloque apenas 1/2 e depois de provar rectifica-se o tempero] e tritura-se bem. Graças ao caju o paté ficará quite cheesy. Este paté come-se idealmente com nachos

Outubro 20, 2007

Muambaaaaaa

Filed under: Étnico,Chef Convidado,Pratos de Aves — by Helder Ferreira @ 12:21 am

muambaaaaaa.jpg

Já viram um nascer do sol roxo? Roxo, mesmo roxo. O meu pai gostava de viajar de madrugada e assim lá íamos nós na estrada da Gabela a Luanda e apanhávamos as queimadas e aquele nascer do sol absolutamente impossível. Sou Angola, tenho saudades do calulu de peixe seco e dos embondeiros. Das rosas de porcelana e do Colégio S João de Brito – ver A Baía dos Tigres do Pedro Rosa Mendes.

Antes de começarmos, uma explicação. Deve usar-se uma galinha dura como na cabidela, mas um frango serve perfeitamente. Fazer muamba a partir do dendém (para quem não sabe é o “fruto” da palmeira) não é para qualquer um. Houve um tempo em que tinha que ser, assar e esmagar o dendém (a propósito adorava ir comendo dendém assado enquanto a minha mãe fazia a muamba), misturar água, coar tudo e sobrava o óleo. Depois apareceu o óleo de palma (dendém) em lata e, finalmente, já há a “muamba” enlatada.

1 Galinha (frango)

Farinha de mandioca (funge) ou, para quem não gosta, farinha de milho (arroz não, foda-se!)

1 lata de muamba

1 dúzia de quiabos (não faço ideia do peso)

1 cebola

Alho qb

Bué da piri-piri (gindungo)

Vinho branco (pouco)

Fazer uma pasta com o alho, o vinho branco e o gindungo, esfregar bem o frango com ela e parti-lo em pedaços. Numa panela grande picar a cebola e pôr um fio de azeite. Meter o frango em pedaços e alourar. De seguida, com uma colher misturar a muamba da lata na panela e meter os quiabos. Tapar e deixar cozer em lume brando. Se e só se necessário acrescentar um pouco de água. Noutra panela aquecer água até ferver enquanto num recipiente com água fria se dissolve a farinha de mandioca mexendo sempre. Quando a água ferver meter a mistela em que se tornou o funge na água fria e mexer. Muito. Tira-se a panela do lume e mexe-se sempre até o funge tomar uma consistência a meio caminho entre o borracha e a plasticina. Assim que estiver tudo pronto (controlar o frango) servir da panela. Primeiro, o frango com muito molho. Usa-se só um garfo para a carne e os quiabos. O funge, se possível, come-se á mão. Fazem-se pequenas bolas e molha-se no molho da muamba. Meu Deus!

Sei que esta receita, dos tempos verbais ao processo, está meio desencalitrada, mas no fundo, agora é fácil, basta encontrar a muamba em lata nos supermercados. Se houver dúvidas estão à vontade para pedir explicações adicionais, nem que eu tenha que perguntar à senhora minha mãe.

Nota: não me esqueci do sal, só que a muamba em lata é o suficiente, não é preciso acrescentar sal. Os quiabos são um ingrediente fundamental. Se só faltar isso mais vale não fazer.

 

E agora vou ali desarmar os engenhos explosivos que me meteram debaixo do sofá, do tampo da sanita, do chassis do carro e no armário das minhas t-shirts preferidas. Se não voltar já sabem…estou a comer uma muamba. E agora…todos temos um hino. This is mine

(more…)

Abril 15, 2007

Noodles [aL’s way]

Filed under: Étnico,Vegetariano — by aL @ 10:41 pm

No meu local de trabalho existe um pátio interior coberto muito simpático, que costumamos usar como espaço de almoço. Estes dias a Menina Joana levava para almoçar um Chao-Min que me deixou com os olhos em bico [esta é uma expressão típica da Menina Joana, que neste contexto tem mais piada].

Assim, passados 2 dias aventurei-me a fazer uns noodles lá em casa, e ficou muito bom!

Para 4 pessoas
Ingredientes:

200 gr de cogumelos frescos
100gr de feijão verde
3 cenouras
250 gr de rebentos de soja
150 gr de noodles
azeite
molho de soja

(more…)

Março 7, 2007

Espetadas Gregas

Filed under: Étnico,Chef Convidado,Pratos de Carne — by jmnk @ 9:40 pm

Isto é uma receita mesmo para o Verão. De preferência para desfrutar ao ar livre. Eu sei, estes dias de Março não são convidativos, mas o Verão anseia-se também pelo estômago.
Foi no Zimbabwe, sob os auspícios de um casal de emigrantes gregos, onde primeiro saboreei estas espetadas de borrego, mas a receita já foi várias vezes experimentada (com assinalável êxito) nos dias mansos de Monte Gordo.

Ingredientes:
– 2Kg de perna de borrego (arranjada e em cubos);
– 1Kg tomates maduros;
– 4 cebolas médias;
– 4 folhas de louro;
– 1 colher de sopa de salsa fresca;
– 2 colheres de sopa de mel;
– 1 chávena de azeite (de Moura please);
– pimenta em grão;
– sumo de 1 limão;
– colher de café de cominhos em pó; e
– sal grosso.

Estas deliciosas espetadas requerem uma marinada. 24 horas seriam o ideal, mas 2 ou 3 horas no frigorífico são suficientes para entender o potencial da receita.
Para a marinada juntar numa taça o mel e o limão e um pouco do azeite. Mexer até criar uma mistura homogénea. Juntar a carne e as cebolas e os tomates cortados em quartos, os cominhos e uns grãos de pimenta esmagados, as folhas de louro inteiras, a salsa e sal grosso a gosto. Meter a mão para envolver tudo cobrindo com resto do azeite. Marinar.
É no carvão que estas espetadas cumprem o seu dever, mas nestes dias de Março, e para quem estiver no hemisfério Norte, o forno com grill serve perfeitamente. Intercalar nos espetos a carne, os quartos de tomate e cebola, e as folhas de louro. Aproveitar os sucos da marinada para pincelar as espetadas enquanto sucumbem ao lume brando.
Acompanhar com algo simples para realçar o sabor das espetadas. Arroz branco ou batatas assadas (best choice) e uma salada.

Site no WordPress.com.